Como é Viver em um País que Não é o Nosso?

Este artigo foi escrito em resposta a uma de nossas leitoras, a Livia, que colocou a seguinte pergunta: “Como é estar em um país que não é o nosso?”  Para muitos brasileiros que moram nos EUA ou em outros países pelo mundo afora, a experiência de viver fora do Brasil pode ter vários graus de sucesso, desde uma oportunidade excepcional para realizar conquistas que nunca seriam possíveis no Brasil, até a total decepção e sofrimentos inesperados.

Mas para a maioria dos brasileiros que moram foram do Brasil, a experiência se caracteriza por etapas distintas que são comuns na maioria dos casos:

Primeira Etapa:  Tudo é Novidade

Para quem chega em um país desconhecido pela primeira vez, tudo é muito diferente, interessante e curioso.  As novidades, mesmo as que não são muito agradáveis, como o frio rigoroso, estimulam as pessoas e dão uma certa dose de prazer.  Durante este período, pode-se dizer até que tudo é festa.  Esta talvez seja a melhor etapa da chegada de um imigrante a um novo país.  Até porque as esperanças e sonhos são muitos, e só de ter chagado ao destino tão sonhado já é motivo de animação e alegria.

Segunda Etapa: Adaptação

Depois que passa a euforia do período de novidades, vem a etapa de adaptação.  As novidades não são mais tão encantadoras como eram no começo, e a pessoa começa a lidar com a realidade de ter que se adaptar à nova realidade.  Até mesmo as coisas mais simples parecem ser tão difíceis de se conseguir:  “Aonde eu compro um pão fresquinho já que não tem padaria em lugar nenhum?”; “Como que eu chego a um determinado lugar já que ainda não tenho carro e o transporte público é tão precário?”  E por aí vai.  São milhões de perguntas sobre as coisas mais cotidianas as quais a pessoa fazia automaticamente sem ter que pensar.

Agora tudo parece requerer constante concentração, pesquisas, procuras, experiências – tudo para simplesmente conseguir encontrar uma rotina.  Sim, aquela desgraçada da rotina que você tanto odiava agora faz uma falta inacreditável.

Isso sem falar nas dificuldades com a língua.  Como é desagradável sentar em frente a uma televisão e não entender absolutamente nada.  Que frustração!  Todos aqueles cursinhos de inglês no Brasil parecem não ter servido para nada.  E o pior de tudo é que quando você tenta falar alguma coisa para alguém com o seu inglês de cursinho ninguém parece te entender também.  Até um simples “thank you” sai com o som de “sank you” causando as mais variadas reações de pessoas que mais parecem estar lidando com um ET.

Terceira Etapa:  Bate a Saudade

Depois do período de adaptação, vem a inevitável saudade.  Você começa a questionar porque tomou a decisão de sair do Brasil, porque ter deixado tudo por essa aventura que parece que nunca irá dar certo.  Você começa a sentir falta de tudo – da nossa comidinha deliciosa, dos amigos, dos familiares, das praias, do sol, do nosso jeito de ser.

Quando bate a saudade a coisa pega.  Você pensa em desistir de tudo, e voltar no próximo avião.  Porém, a maioria resiste até finalmente conseguir se estabelecer e conquistar o seu espaço.

Quarta Etapa: Você Conquista o Seu Espaço

Nesta etapa você está finalmente estabelecido.  Você tem uma moradia fixa, tem um emprego relativamente seguro, tem seu meio de transporte, e já dominou a língua.  Você ainda sente saudade, mas está indo bem e não pensa tanto em voltar.  Esse é o período em que você sente que finalmente valeu a pena sair do Brasil.  Você pode até ter planos de voltar, mas não agora, talvez mais tarde, depois de ter acumulado algum dinheiro.

Essa é uma etapa relativamente boa, mas o perigo é que você cai em uma nova rotina.  Sim, a tal rotina aparece de novo, e a vida vai passando.  Quando você se dá conta, muitos anos já se passaram, e os planos de voltar vão sendo adiados indefinidamente.

Quinta Etapa: Você Quer Ser Enterrado no Brasil

A última etapa é quando você decide que realmente chegou a hora de voltar à sua terra natal.  Por mais que você tenha conquistado o seu espaço no exterior, você ainda é um peixe fora d’água.  Basta você abrir a boca e alguém eventualmente faz a tão detestável pergunta: “Where are you from?”

Nesta etapa você já deu tudo o que tinha que dar e agora quer mais é estar perto de seus familiares e de seus amigos enquanto você ainda tem tempo aqui na terra.  E quando a hora final chegar, você quer mais é estar no mesmo lugar onde tudo começou, na sua terra natal.

Redação BNEU

Nós somos a equipe Brasileiros nos Estados Unidos ponto com. O nosso objetivo é prover uma série de informações e facilidades para a comunidade brasileira nos Estados Unidos e para os brasileiros que querem saber mais sobre a vida nos Estados Unidos.

104
Deixe um comentário

avatar
103 Comment threads
1 Thread replies
0 Followers
 
Most reacted comment
Hottest comment thread
61 Comment authors
AlessandraitamaraRobertoClaudiaAneliese Fonseca Recent comment authors

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

felipe santana
Visitante

oi,eu moro em salvador gostaria que voces me diseçem como eu faço pra tirar o visto de turista e passaporte e etc…eu adoraria mora em EUA

Kamilla
Visitante
Kamilla

Adorei saber um pouco mais sobre qm mora em outros paises, e oq se passa lah…EStava planejando mudar pra lah,tentar me adaptar em outro país…
Sei q vou gostar,um pouco complicado se adaptar eu comfesso…Mais sera uma experiencia otima..

Obrigada pelos conselhos…

BjOS pra todos

Cinthia
Visitante
Cinthia

Gostei muito dessa materia e achei bem realista. A grande maioria dos brasileiros que conheco aqui nos EUA me dizem a mesma coisa a respeito do processo de adaptacao. Eu acredito que cada individuo sente e pensa diferente, porem a materia se colocou da forma em que a grande maioria se sente. Nao eh facil instalar a cultura americana em seu coracao como fazemos com a brasileira. Talvez seja por isso que no final de tudo o desejo da maioria seja voltar pra terrinha. Os EUA com certeza eh o pais das oportunidades, aqui quem estuda e corre atras, vence.… Read more »

catia
Visitante

sem duvida, viver em um país que nao é nosso,ou seja, uma cultura que nao nos foi adquirida a berco, é sem duvida, um choque no dia a dia. Mas ,tudo é possivel,mudar durante os dias,meses e anos..baste gostar do novo “gostinho”
Eu vivo em Minnesota, um estado absolutamente gelado no winter,e mais conhecida como MinnSNOWta, muita neve e lakes congelados. Tive um grande “choque” do que é realmente um frio. Outra, viver em um país onde nao é nosso, é viver pensando no feijao brasileiro que nao é doce como o daqui e enlatado(risos).Mas ja estou gostando…

Artur Lucato
Visitante
Artur Lucato

Olá, Gostei dessa ideia de debate sobre imigração . . . Estou com um interesse enorme de ir par os EUA, mais o que mais me aflinge, é de fracassar na tentativa de uma vida melhor na terra do Tio SAM . . .O que quero saber, é que tipo de emprego e que tipo de descriminação, nos Brasileiros estamos passando nesse momento de crise? será que realmente esta valendop a pena passar por essas etapas citadas na matéria acima, mesmo sendo um sonho viver nos EUA, para um pouco mais de dinheiro,vendo que o Dolar esta baixo neste momento.Claro,… Read more »

Genilde Guerra of Kravitz & Geurra law  Firm
Visitante

Uma vez que voce escolheu os EUA pra viver, considere os USA seu pais.

Siga as regras que voce vai ver que em breve este sera e é seu pais.

eu sou advogada de imigracao para os EUA,

Meu email é genilde@kravitzlaw.com

Wagner
Visitante
Wagner

Saudações, meninos e meninas e colunas do meio 🙂 tenho a intenção de morar nos estados unidos e investir num negocio neste país que muito admiro, esse troço de et e coisa e tal, parece que é assim em todos os lugares do mundo (assim como no filme ¨eram os deuses astronautas¨), mas falando sério. com essa onda de crise economica no pais do tio sam, acho que é uma boa oportunidade para se mudar de mala e cuia ( com os filhotes tbm, só deixando a jararaca da mulher), e pergunto a quem puder me dar o retorno. 1°… Read more »

Karen
Visitante

Olá Gostei muito da descrição de vocês, já vivi na Austrália e na Inglaterra, atualmente trabalho com adaptação cultural e realmente vejo esses passos que vocês mencionam com frequência. No entanto, creio que essa coisa de querer voltar porque você sempre será um estrangeiro é mais uma questão de foco do que um passo em si da adaptação. Uma coisa sobre a qual as pessoas não pensam é que quando se vai morar fora se vai ser estrangeiro sempre, porque não se está no próprio país. Parece óbvio, mas não é, depois da fase da saudade, quando você começa a… Read more »

Adelina Martins
Visitante
Adelina Martins

Obrigada pela brilhante ideia de se criar um espaco como este num momento em que necessitamos, mais do que nunca, estarmos unidos e fortalecidos. A esperanca e uma caracteristica forte da nossa raca e eu acredito que aqui poderemos trocar informacoes, criar e receber oportunidades de trabalho e que em breve seremos grandes e que os dias ja nao serao tao dificeis.

manuela melo
Visitante
manuela melo

Olá,
Gostaria de saber se ainda compensa ir para os EUA tentar guardar algum dinheiro, devido a crise. Tenho um primo que voltou agora, pois ficou desempregado. Me disse que a situação esta critica para imigrantes. Ja uma amiga do meu namorado esta MUIIIITO bem lá. Nao entendo?????
Obrigada!

karina greghi
Visitante

Estava lendo a materia,como viver em um Pais q nao e o nosso.
Realmente essas etapas,se passaram comigo ou melhor ainda passa as vezes acho que o meu lugar nao e aqui nos Eua,mais as vezes o prazer de conquistar a tao sonhada realizacao pessoal fala mais alto.
Para as pessoas que tem esse sonho,de vim viver nos EUA estegem preparados para tudo.Pois nao e facil viver,em uma cultura completamente diferente que a nossa.

bjs

Marlo George
Visitante

Great article!

Nanci Zupo
Visitante
Nanci Zupo

Olá,
Meu marido tem uma proposta de emprego para os EUA e estamos pensando em acertar nossas vidas, aceitando , entretanto estamos cheios de dúvidas, medo e euforia. A sua narrativa foi brilhante! melhor, maravilhosa!!!

Igor
Visitante
Igor

Olá !
Sou Igor do Rio de Janeiro(CAPITAL), gostaria de viver nos EUA e gostaria que vocês me ajudassem com algumas dicas referentes á documentação, dinheiro, passaporte!
Emfim qual o caminho, o passo a passo que devo seguir com a questão da documentação.
QUE DOC. DEVO EMITIR E EM QUE ORGÃO EXPEDIDOR ?

1 2 3 6