Este artigo foi escrito em resposta a uma de nossas leitoras, a Livia, que colocou a seguinte pergunta: “Como é estar em um país que não é o nosso?”  Para muitos brasileiros que moram nos EUA ou em outros países pelo mundo afora, a experiência de viver fora do Brasil pode ter vários graus de sucesso, desde uma oportunidade excepcional para realizar conquistas que nunca seriam possíveis no Brasil, até a total decepção e sofrimentos inesperados.

Mas para a maioria dos brasileiros que moram foram do Brasil, a experiência se caracteriza por etapas distintas que são comuns na maioria dos casos:

Primeira Etapa:  Tudo é Novidade

Para quem chega em um país desconhecido pela primeira vez, tudo é muito diferente, interessante e curioso.  As novidades, mesmo as que não são muito agradáveis, como o frio rigoroso, estimulam as pessoas e dão uma certa dose de prazer.  Durante este período, pode-se dizer até que tudo é festa.  Esta talvez seja a melhor etapa da chegada de um imigrante a um novo país.  Até porque as esperanças e sonhos são muitos, e só de ter chagado ao destino tão sonhado já é motivo de animação e alegria.

Segunda Etapa: Adaptação

Depois que passa a euforia do período de novidades, vem a etapa de adaptação.  As novidades não são mais tão encantadoras como eram no começo, e a pessoa começa a lidar com a realidade de ter que se adaptar à nova realidade.  Até mesmo as coisas mais simples parecem ser tão difíceis de se conseguir:  “Aonde eu compro um pão fresquinho já que não tem padaria em lugar nenhum?”; “Como que eu chego a um determinado lugar já que ainda não tenho carro e o transporte público é tão precário?”  E por aí vai.  São milhões de perguntas sobre as coisas mais cotidianas as quais a pessoa fazia automaticamente sem ter que pensar.

Agora tudo parece requerer constante concentração, pesquisas, procuras, experiências – tudo para simplesmente conseguir encontrar uma rotina.  Sim, aquela desgraçada da rotina que você tanto odiava agora faz uma falta inacreditável.

Isso sem falar nas dificuldades com a língua.  Como é desagradável sentar em frente a uma televisão e não entender absolutamente nada.  Que frustração!  Todos aqueles cursinhos de inglês no Brasil parecem não ter servido para nada.  E o pior de tudo é que quando você tenta falar alguma coisa para alguém com o seu inglês de cursinho ninguém parece te entender também.  Até um simples “thank you” sai com o som de “sank you” causando as mais variadas reações de pessoas que mais parecem estar lidando com um ET.

Terceira Etapa:  Bate a Saudade

Depois do período de adaptação, vem a inevitável saudade.  Você começa a questionar porque tomou a decisão de sair do Brasil, porque ter deixado tudo por essa aventura que parece que nunca irá dar certo.  Você começa a sentir falta de tudo – da nossa comidinha deliciosa, dos amigos, dos familiares, das praias, do sol, do nosso jeito de ser.

Quando bate a saudade a coisa pega.  Você pensa em desistir de tudo, e voltar no próximo avião.  Porém, a maioria resiste até finalmente conseguir se estabelecer e conquistar o seu espaço.

Quarta Etapa: Você Conquista o Seu Espaço

Nesta etapa você está finalmente estabelecido.  Você tem uma moradia fixa, tem um emprego relativamente seguro, tem seu meio de transporte, e já dominou a língua.  Você ainda sente saudade, mas está indo bem e não pensa tanto em voltar.  Esse é o período em que você sente que finalmente valeu a pena sair do Brasil.  Você pode até ter planos de voltar, mas não agora, talvez mais tarde, depois de ter acumulado algum dinheiro.

Essa é uma etapa relativamente boa, mas o perigo é que você cai em uma nova rotina.  Sim, a tal rotina aparece de novo, e a vida vai passando.  Quando você se dá conta, muitos anos já se passaram, e os planos de voltar vão sendo adiados indefinidamente.

Quinta Etapa: Você Quer Ser Enterrado no Brasil

A última etapa é quando você decide que realmente chegou a hora de voltar à sua terra natal.  Por mais que você tenha conquistado o seu espaço no exterior, você ainda é um peixe fora d’água.  Basta você abrir a boca e alguém eventualmente faz a tão detestável pergunta: “Where are you from?”

Nesta etapa você já deu tudo o que tinha que dar e agora quer mais é estar perto de seus familiares e de seus amigos enquanto você ainda tem tempo aqui na terra.  E quando a hora final chegar, você quer mais é estar no mesmo lugar onde tudo começou, na sua terra natal.

Deixe um comentário

103 Comentários em "Como é Viver em um País que Não é o Nosso?"

avatar

itamara
Visitante
1 ano 3 meses atrás
olá, meu Nome é Itamara,e sei que vocês não me conhecem… sou brasileira. estou desesperadamente precisando de ajuda para fazer um vídeo para o meu noivo. e gostaria de saber se alguem pode me ajudar? as frases São: “silva Neto, aqui em nome da CIDADE onde você mora/ESTADO todos já sabem que da itamara te ama muito” “silva Neto, aqui em nome da CIDADE onde você mora/ESTADO todo mundo já sabe que você é o amor da vida da itamara.” “silva Neto, aqui em nome da CIDADE onde você mora/ESTADO todos já sabem que a Itamara quer viver pra sempre… Read more »
Roberto
Visitante
Roberto
2 anos 10 meses atrás
Engraçado…estão aqui reclamam, vão morar em outro país, reclamam também…não adianta…não importa para onde vocês vão…sempre serão brasileiros e sempre serão vistos como imigrantes…engraçado é que antigamente as pessoas emigravam por necessidade…hoje as pessoas emigram por prazer, muito engraçado isso…antes que alguém questione, é por prazer sim, alguém que está passando fome está indo morar fora do Brasil? Alguém com necessidade extrema? Não, se fizer o levantamento dos brasileiros que estão indo morar em qualquer lugar do mundo o fato é um só…não passa de um bando de deslumbrados que só porque viram algo diferente acham que podem ficar com… Read more »
Claudia
Visitante
Claudia
3 anos 2 meses atrás

Vocês falaram tudo, só faltou falar do racismo que sofremos.

Aneliese Fonseca
Visitante
Aneliese Fonseca
3 anos 3 meses atrás
Concordo com o que voces escreveram só que sobre a ultima etapa, penso diferente……Vivi todas essas etapas, superei, vivia feliz e muito melhor do que aqui no Brasil!…Vivi 8 anos nos EEUU, eu e meu marido fomos para lá (aos 55 anos de idade) para trabalhar e dar oportunidade para nossos 3 filhos de uma vida melhor. Hoje, 2 deles estão vivendo na California, casados com americanas, felizes e bem sucedidos profissionalmente. Um deles, mora em Londres, casado com uma Norueguesa, felizes e bem sucedidos profissionalmente! Eu e meu marido tivemos que voltar para o Brasil em função de meu… Read more »
luana
Visitante
luana
3 anos 5 meses atrás

Ola,eu tenho um relacionamento com um americano que mora em Arizona EUA,vou terminar o meu curso superior aqui no Brasil de Eng de Produção e me mudar,sera que vou ter muitas dificuldades em conseguir um trabalho por la ? mesmo em outras areas, sendo que nao falo ingles fluente,sera que ter muitas dificuldades para me adaptar por la?

Fico no aguardo.

Florens C. Fernandes
Visitante
Florens C. Fernandes
3 anos 5 meses atrás

Olá ,

Eu tenho imensa vontade de ir embora para os Estados Unidos, mas tenho as grandes duvidas normais… Tenho 24 anos, uma filha de 3 anos atualmente n estou trabalhando. O que preciso para poder ir (levando minha filha)

Fernanda
Visitante
Fernanda
3 anos 7 meses atrás

Estou pensando em ir para os EUA com meu marido e filho de 5 anos, o problema é que não dominamos o ingles. Mas minha maior preocupação é quanto aos estudos de meu filho, vc sabe me dizer como é a adaptação de uma criança nesta idade em outro pais, estudar me uma escola onde não ira entender nada. obrigada

Cristian
Visitante
Cristian
3 anos 7 meses atrás

Po vlw mesmo cara eu tava precisando para um trabalho e não tava conseguindo achar!

ANA
Visitante
ANA
3 anos 9 meses atrás

LEIAM O BLOG “ESCRAVAS MODERNAS NOS ESTADOS UNIDOS”…

Elisabete
Visitante
Elisabete
3 anos 10 meses atrás

Isso e para as novas geracoes que nao tem cultura e para brasileiros que mora nos Estados Unidos, oucam com atencao e coracao…
http://youtu.be/RL8OCOW5YsU

Silvia
Visitante
Silvia
3 anos 10 meses atrás
Imaginem uma pessoa que nunca pensou em morar em outro pais, tinha uma vida tranquila e estabilizada no Brasil, morava em um bom lugar no interior, tranquilo com otima qualidade de vida, tinha toda liberdade de ir e vir, apenas reclamava da solidao… Reclamava com razao da solidao, por que ter um relacionamento no Brasil nao e facil,a corrupcao comeca na vida pessoal das pessoas(nao sei por que reclamam dos politicos, se isso comeca na vida pessoal) voce faz das tripas coracao para tentar viver com alguem e as pessoas sao desonestas contigo, traem, magoam, ferem, roubam, passam a perna…… Read more »
Sandoval Silva
Visitante
Sandoval Silva
3 anos 11 meses atrás
Bem, moro na Inglaterra ha’ quatro anos e tenho formacao academica. Mas nao e’ assim tao facil entrar em sua area de trabalho. Achegando aqui percebi que a educao e’ muito cara e poucos sao os ingleses das classes mais populares que tem curso superior. Vim pra esse pais por questoes afetivas. Moro no Interior da Inglaterra e acho que ha’ pros e contras. Morar em Londres e’extramamente dispendioso. Se voce esta disposto a dividir uma casa com cinco ou seis pessoas, va’ em frente, infelizmente nao ‘e pra mim! Nao acho que isso seja qualidade de vida. Acho que… Read more »
Raquel
Visitante
Raquel
4 anos 1 mês atrás

Ola, estou atualmente vivendo na Irlanda na fase de adaptação ainda, mais sempre quis ir para os EUA, mais por conta de visto e tudo mais acabei desistindo. Para quem possui passaporte europeu é mais fácil conseguir o visto? e a permissão de trabalho? ainda está valendo a pena fazer faculdade fora do Brasil? bjs

Mauro Jales Carvalho
Visitante
Mauro Jales Carvalho
4 anos 1 mês atrás

Sou advogado recém formado, tenho 23 anos e desde pequeno tive vontade de ter uma experiencia no exterior. Minha profissão como advogado não é aproveitada lá, pois o sistema jurídico americano é bem diferente.

No caso, se fosse morar nos EUA, teria que esquecer a minha qualificação e trabalhar de qualquer coisa que aparecer.

Será que vale à pena deixar toda minha formação acadêmica por um trabalho simples em outro país?

Agora, se eu for pra Portugal, posso trabalhar como advogado lá. Basta só saber se compensa ir pra lá. Com essa história de crise, todos ficam com receio.

Parabens pelo site. Ótimos textos.

Maria Elisabeth
Visitante
Maria Elisabeth
4 anos 3 meses atrás
Olá. Eu li esse artigo e achei muito interessante porque eu estou vivendo nos USA porque me casei com um americano e estou passando por essas fases. Já passei pela fase da novidade, agora eu estou na fase da adaptação, começou a me dar saudades do Brasil, das pessoas, dos lugares e da comida e eu só via pontos negativos no Brasil, mas passando a viver aqui, comecei a ver os pontos negativos daqui, como: médico, dentista e universidade, são custos absurdos, sendo que no Brasil, mesmo sendo precário o atendimento, voce tem esses serviços gratuítos, fiquei decepcionada com isso.… Read more »
1 2 3 6
wpDiscuz