Fonte:  Comunidade News 

O Departamento de Segurança Interna (DHS) expediu uma ordem que deve provocar bastante polêmica. A partir do dia 18 de janeiro, todo o imigrante portador do green card deverá ter as impressões digitais e outros dados biométricos checados, todas as vezes que entrar nos Estados Unidos. Nem bem entrou em vigor e o programa já está sendo duramente criticado.

A nova medida faz parte da expansão do programa denominado US-VISIT , criado em 2003 com o propósito de verificar os documentos e identificações dos visitantes. Neste grupo estavam incluídos os turistas que entravam no país com o Visa Waiver Program (VWP), o qual permite que visitantes e pessoas de negócios permaneçam no país até 90 dias, sem precisar de visto. Somente países específicos participam do VWP.

Na opinião de Charles H. Kuck, presidente da Associação Americana dos Advogados de Imigração (AILA), a expansão do programa é imatura. Kuck classificou ainda a idéia de checar os residentes permanentes de errônea e de beirar o absurdo. “A única razão para escolher os residentes permanentes é o fato deles ainda não serem cidadãos americanos”, alfinetou.

As duras críticas não vieram só de Kuck. Dos 71 comentários recebidos no Federal Register, o site oficial que publica normas governamentais, 32 diziam, em uma forma quase apelativa, que os portadores do green card deveriam ser isentos da medida. A razão: os “candidatos” ao documento americano mais cobiçado precisam ser checados para obtê-lo.

Alguns comentários chegaram inclusive a dizer que os portadores de green card não representam uma ameaça ao país, a ponto de serem agrupados junto com os não imigrantes que estão sujeitos ao US-VISIT.

Evitando Crimes Graves

Mas o DHS considera a medida relevante. O órgão acredita que esta seja mais uma forma de evitar fraude de documentos, neste caso específico, do green card. Alguns exemplos seriam dar ou green card, alterá-lo ou até mesmo usar um green card fraudulento.

Para justificar ainda mais a medida, o DHS disse que as medidas contra fraudes de documentos não eram mais suficientes. Segundo o departamento, a expansão da medida prevê medidas mais duras ainda para todo indivíduo que tentar se passar por outro através do green card.

A nova norma, segundo as autoridades federais, permitirá saber se a pessoa que tenta ingressar país com o green card já cometeu algum crime, o que acarretaria na forçosa saída dos Estados Unidos.

Além do mais, existe ainda a preocupação do DHS com os atentados terroristas e as organiza criminais transnacionais, que poderiam recrutar portadores do green card. Isto faria, ainda segundo DHS, com que estes portadores do documento não fossem tão sujeitos à checagem. O total de locais onde o US-VISIT já opera inclui 115 aeroportos, 15 portos e 154 locais locais nas fronteiras.

Reproduzido com permissão do Comunidade News.  Leia outros artigos do Comunidade News.

Deixe um comentário

11 Comentários em "Imigrantes com Green Card Terão que Tirar Digitais ao Entrar nos Estados Unidos"

avatar
Marcos Martins
Membro
Marinalva, Aqui vao uns exemplos: -Any crime defined as an “aggravated felony,” which include crimes of violence that are felonies with a one-year prison term. Murder. -Terrorist activities. -Rape. -Sexual assault of a child. -Illegal trafficking in drugs, firearms, or people. -A crime of “moral turpitude,” which in general is a crime with an intent to steal or defraud; a crime where physical harm is done or threatened; a crime where serious physical harm is caused by reckless behavior; or a crime of sexual misconduct. There are also serious consequences for you as a U.S. permanent resident if you: -Lie… Read more »
MARINALVA
Visitante

GOSTARIA DE SABER QUAIS CRIMES COMETIDOS FAZEM COM QUE A RENOÇÃO DO GREEN CARD SEJA NEGADA.
OBRIGADA, MARINALVA

Marcos Martins
Membro

F.P.,

A Imigracao mantem esses dados pelo menos por 10 anos.

Redação BNEU
Admin

F.P.,

Infelizmente não temos informações sobre que tipo de sistemas e dados a imigração americana mantém ou sobre a pena a ser imposta em caso de não cumprimento da lei. Portanto não podemos lhe auxiliar a este respeito.

F.P.
Visitante

Ele vai tentar o Visto. Tem grandes chances de conseguir. Hoje tem uma vida estável, muito bem empregado e com vínculos no Brasil. O problema é se tirarem novamente a biometria dele na imigração e o sistema acusar a biometria com o “nome falso” dele. Isto é, a biometria não compatível com o nome dele no sistema. O sistema acusaria isso? Após tanto tempo, eles ainda mantêm os dados? Ele correria o risco de ser preso lá? Ou só deportado? Caberia crime de anos de prisão?

Obrigado.

F.P>

Redação BNEU
Admin

F.P.

Ele já conseguiu o visto? Se o identificarem nos EUA acredito que pode ser deportado.

F.P.
Visitante

Que tipo de problemas?

Redação BNEU
Admin

F.P.,

Ele poderá ter problemas graves com a imigração americana.

F.P.
Visitante

Olá, gostaria que alguém me ajudasse. Um amigo muito próximo tentou entrar nos EUA em 2003 com passaporte e visto verdadeiros de outra pessoa mas a foto foi alterada inserindo a dele. Na imigração cancelaram o Visto e pegaram a biometria dele. Se ele tentar agora entrar por vias normais, passaporte e visto corretos em seu nome,o que pode acontecer com ele?

Redação BNEU
Admin

Claudines,

Eu teria que entender a sua situação / pergunta em mais detalhe, mas a princípio não conheço nenhuma lei que lhe impeça de obter seus papéis por ter passado pelo Mexico. As questões de legalização são complicadas, e o melhor caminho é procurar um advogado de imigração para lhe ajudar com o seu caso.

claudines
Visitante

vivo aqui desde 2000 sou casado tem filho e nao posso ter papel so porq passei pelo mexico isso e verdade/

wpDiscuz