A Brasileira Fabíola Bittar de Kroon, advogada de 34 anos foi a única vítima fatal do acidente de trem que ocorreu nesta quinta feira, dia 29 de Setembro, em Nova Jérsei, na estação de Hoboken.

Ela tinha acabado de deixa a filha na creche e quase sem ter tempo para coversar correu para a estação de Hoboken.  Minutos depois um trem andando muito rápido bateu na estação, matando Fabíola entre os destroços e machucando mais de 100 pessoas.

A diretora da creche disse que ela era muito envolvida com a filha e sempre queria saber como a filha estava de desenvolvendo academicamente.

Fabíola é de Santos no litoral paulistano, e de acordo com sua mãe, ela estava nos Estados Unidos há uma ano procurando uma casa nova para morar como o marido, que é holandês, e a sua filha.  Fabíola atuava na área de direito empresarial.  Antes de se mudar para os Estados Unidos ela trabalhava no departamento legal da empresa de software SAP no Brasil.

Cecila Marques, uma ex-colega de trabalho na SAP disse que estava muito triste e chocada com o que aconteceu.  Ela disse ainda que estava sem palavras, e se sentia como se o mundo tivesse parado naqueles momentos.  “Eu tive o privilégio de conhecer e trabalhar com Fabíola por alguns anos e posso dizer que ela tinha muito talento e um grande coração”.

De acordo com as autoridades ela estava na plataforma no momento em que o trem entrou sem conseguir parar na estação, chocando-se com a plataforma. Informações preliminares indicam que o acidente foi causado por erro do operador.

Alguns passageiros ficaram presos em destroços, segundo testemunhas e autoridades citadas pela agência de notícias Reuters, mas foram retirados posteriormente.  Os feridos foram levados em macas para ambulâncias enquanto mais de 100 membros de equipes de resgate isolaram a área da estação.

 

Photo by Michael Kurras licensed under CC BY 3.0

Deixe um comentário

Seja o Primeiro a Comentar!

avatar
wpDiscuz