Enquanto que muitos imigrantes, incluindo milhares de brasileiros, sonham em obter a cidadania Americana, vários americanos que moram no exterior estão desistindo de sua cidadania.

Como foi publicado em uma reportagem do Bloomberg, de acordo com Andy Sundberg, secretário do Geneva’s Overseas American Academy,  1.780 americanos que vivem no exterior desistiram de sua cidadania no ano passado.  A embaixada em Bern na Suíça teve que aumentar o número de funcionários para poder lidar com a grande demanda de americanos querendo entregar seus passaportes.

Os Estados Unidos é o único país na Organização de Cooperação Econômica e de Desenvolvimento que cobra imposto de seus cidadãos, indiferente de onde moram.  Com a crise econômica e o um déficit cada vez mais desafiante, o governo americano busca em centros offshore, incluindo na Suíça, americanos que estão sonegando imposto.  Com as regras das leis fiscais ficando cada vez mais restritas, e com a formulação do Foreign Account Tax Compliance Act, muitos dos 6 milhões de americanos morando no exterior estão reconsiderando o custo de ter o passaporte americano.

Durante a cerimônia de renúncia, um funcionário da embaixada pergunta aos Americanos se eles estão agindo voluntariamente e se entendem as implicações de desistirem de ter o passaporte.  Eles pagam uma taxa de $450 para fazer a renúncia e podem ter que pagar um “imposto de saída” em ganhos de capital se seus bens excederem $2 milhões e o imposto anual nos últimos cinco anos foi em média mais de $151.000.

Em três meses eles recebem um certificado dizendo que eles não são mais cidadãos americanos e que não têm mais direitos de receber serviços e proteção do governo americano.

Começando esse ano, os americanos têm que declarar suas contas em bancos fora dos Estados Unidos no formulário 8938, que agora é mais detalhado.  Neste formulário é preciso declarar todos os bens financeiros no exterior, incluindo contratos de seguro, empréstimos e ações de companhias estrangeiras.   Se o formulário não for preenchido, o cidadão americano pode pagar uma penalidade de até $50.000.

“Cada dólar que você economiza você perde para o leão americano”, disse o advogado Ledvina.   “Essa é a razão pela qual as pessoas estão renunciando sua cidadania. O custo do cumprimento da lei é alto, e está ficando cada vez pior.  É difícil servir a duas autoridades, e o problema para os americanos no exterior é que o IRS (leão americano) não quer nem saber”, complementa ele.

 

 

 

Deixe um comentário

6 Comentários em "Americanos Desistem da Cidadania"

avatar
Douglas
Visitante

Se eu me casar com uma americana e caso haja um separação em menos de um ano, eu perco meu green card?

Gabriel
Visitante

Aah,
Obrigado pela rápida resposta!

^^

Gabriel
Visitante

No final, em “O custo do comprimento da lei é alto…”, a palavra “comprimento” está errada.
O certo seria “cumprimento”, pois vem do verbo cumprir.
“Comprimento” é uma extensão entre duas extremidades.

Só quis corrigir por educação mesmo. Haha

Mas tenho uma dúvida. Lí o tópico e acho que não entendí direito.
Esses americanos renunciaram sua cidadania por dificuldades financeiras quanto ao imposto, por uma proposta feita pela Suíça ou o quê?

Outra coisa que não entendí foi isso:
“Cada dólar que você economiza você perde para o leão americano”.

Agradeço a atenção.

trackback

[…] Aponta Desafios Emocionais dos ImigrantesHospital de Nova Iorque Conta com Cardiologista BrasileiraAmericanos Desistem da Cidadania Arquivado em: Imigração • Pessoas Tags: Imigração • […]

wpDiscuz