Os Estados Unidos é o país das oportunidades.  É aonde muitos de nós viemos buscar os nossos sonhos de viver uma vida melhor, com segurança, justiça, liberdade, e principalmente com uma melhor condição financeira.  Para muitos imigrantes Brasileiros nos Estados Unidos, aqui é a nossa nova casa, temporária ou permanente.

Muitos Brasileiros vieram com planos de passar pouco tempo para juntar um bom dinheiro e logo voltar.  Mas a realidade muitas vezes nos leva a ficar mais tempo do que originalmente programado.  Outros já vieram com a intenção de ficar por aqui por um tempo indefinido.  Quem sabe talvez voltar para a aposentadoria.  Seja lá qual tenha sido o seu plano, o tempo vai passando, e logo você começa a se adaptar.  Em pouco tempo você encontra um lugar para ficar, faz novos amigos, arruma um emprego, começa a falar bem o Inglês, e de repente você já está até participando das comemorações dos feriados de 4 de Julho e do Thanksgiving.

Sem você perceber, a sua cabeça começa a mudar.  Você não é mais a mesma pessoa que chegou e a sua maneira de pensar já não bate com aquelas idéias que você trouxe do Brasil.  É quando você encontra com outro Brasileiro recém chegado que você nota a diferença.  É muito fácil entrar na rotina e adotar os hábitos dos Americanos: de trabalhar exaustivamente; de não aparecer na casa do outros sem avisar;  ou até mesmo algo tão simples como não atravessar a rua até que o semáforo para pedestres lhe diga que é seguro.

Confesse, se você está nos Estados Unidos a algum tempo, a sua cabeça mudou e trocou de cor.  Agora é vermelha, azul e branca.  Isso é quase inevitável.

Mas e o coração?  Esse é bem mais teimoso.  O nosso amor pelas coisas da nossa terra natal jamais nos deixa.  Seja o sabor especial do nosso café, a beleza de nossa música, a ginga do nosso futebol, isso tudo faz parte do que somos e fica conosco para sempre.  Por mais que você tente, as coisas aqui não têm o mesmo gostinho.  Ir a praia nos Estados Unidos não se compara com ir a praia no Brasil.  E quem já tentou entrar na onda da grande final do futebol americano, o Super Bowl, sabe bem que apesar de toda a badalação, a emoção jamais se compara com o sentimento que temos ao ver o nosso time jogar o verdadeiro futebol.

O poema “A Canção do Exílio” é um retrato perfeito do sentimento de muitos imigrantes Brasileiros nos Estados Unidos, ou em qualquer outro país:

Canção do Exílio

“Minha terra tem palmeiras,
Onde canta o Sabiá;
As aves, que aqui gorjeiam,
Não gorjeiam como lá.”

Gonçalves Dias

Por mais que a gente se adapte ao país adotado, e que a nossa maneira de pensar mude, os nossos sentimentos continuam os mesmos.  O amor pelo Brasil e as coisas da gente ficam conosco para sempre.  E quando a saudade baixa, não é fácil.

A minha cabeça pode ter se tornada vermelha, azul e branca, mais o meu coração sempre será verde e amarelo.

Deixe um comentário

8 Comentários em "Minha Cabeça é Vermelha, Azul e Branca, Meu Coração Verde e Amarelo"

avatar
valdir
Visitante

estou pensando em ir para e.u.a estou juntando uma grana primeiro.

Anita
Visitante

Já viram o novo filme brasileiro que vai estrear em maio? O nome do filme é “Olhos Azuis” e aborda bem de perto a questão da imigração.

O blog do filme cita este site:

http://olhosazuisfilme.blogspot.com/2010/04/minha-cabeca-e-vermelha-azul-e-branca.html

Mt legal.

Abração,

Severina Soares da Silva
Visitante
O Murilo falou TUDO com poucas e sábias palavras. Morei em Dallas 3 meses e logo me acostumei com a educação e o respeito dos americanos. Sei também que isso é resultado da aplicação de leis severas mas, a saudade nos “mata”, principalmente no início da imigração.Voltei por qustões familiares. Pretendo retornar e morar por mais algum tempo.Porém , com certeza, a vida no Brasil para mim é mais fácil.O que mais gosto da América é a moradia. Sem grades de ferro nas janela e sem muros de “rapunzel”. Isso me seduz…mas vejo que os brasileiros , apesar das dificuldades,… Read more »
Gustavo Hüffner Meirelles
Visitante
Boa noite a todos. O artigo é ótimo, realmente muito interessante, e vem de encontro com o que estou buscando ainda aqui no Brasil. Estou realizando meu trabalho de conclusão do curso de Comércio Exterior na Univates – Centro Universitário, localizada em Lajeado, no Rio Grande do Sul. Tal trabalho é sobre o comportamento consumidor de brasileiros expatriados nos EUA em relação ao consumo de produtos brasileiros disponíveis para venda em tal país Para a realização deste trabalho, necessito de contatos brasileiros que estejam residindo nos EUA para que possam me auxiliar respondendo a um rápido questionário a respeito desse… Read more »
CARLOS ANDRÉ - SP
Visitante

gostaria de conhecer homens e ou mulheres que morem nos estados unidos para trocar e mails e saber um pouco mais sobre a terra do barack, pois penso bastante em ir morar aí.
carlos-andre@hotmail.com

Murilo Di Vangô( RIO)
Visitante
Moro na roça Mas já morei na cidade Compro o jornal da manhã Pra saber da novidade Nessa terra eu já morei Consegui me realizar Tudo que ai passei Não tenho que reclamar A familia eu levei Hoje bem encaminhada Para o meu RIO voltei Aqui é a minha morada Refrão( Samba da roça ) ZECA Quero um dia voltar Mas se for só no verão Minha familia abraçar Eles moram no meu coração Depois levarei meu partido Miudinho bem devagar Mandarei para todos um aviso Vim aqui só passear Refrão( Partido Alto) Um forte abraço a todos o brasileiros… Read more »
Eu
Visitante

Isso mesmo. Quando a saudade aparece, não é fácil, mas vamos levando um dia de cada vez.
A segurança, sempre duvidosa no lugar de onde vim, foi a grande razão da nossa mudança. Vamos nos estabelecendo a cada dia, mas o coração continua verde e amarelo.

Claudia Farr
Visitante

Obrigada pelo artigo. Realmente descreveu como eu estou me sentindo no momento.

wpDiscuz