Fonte:  Comunidade News 

Com a voz de Débora e o piano de John, a “Brazilian Breeze” espalha um som universal.

Uma parceria musical que acabou se transformando em casamento. Formada pela brasileira Débora e pelo americano John Watts, a “Brazilian Breeze” encanta o público com o melhor da música brasileira.

Filha de um músico amador, Débora gostava de soltar a voz pela casa com os irmãos, acompanhando o violão do pai. Natural de Saquarema (RJ), contou que nunca levou a sério o lado artístico. “Fiz escola técnica de química e depois fui estudar farmácia”, disse ela, que mora em Nova Iorque desde o início da década de 90.

Quando estava prestes a tirar a licença de farmacêutica, obtida nos Estados Unidos, John apareceu na sua vida. “Ele adora música brasileira”. Fã declarada de Elis Regina e Chico Buarque, Débora trocou várias idéias musicais com aquele que se tornaria seu marido. “Inclusive até quem deu o CD da Elis Regina, que o meu marido adorou, acabou sendo nosso padrinho de casamento”.

Débora disse que foi descoberta pelo marido. Tímida, ouvia de John que cantava muito bem e tinha a voz afinada. “Foi paixão à primeira vista”. Tudo aconteceu muito rápido para a cantora. A gravação de um CD demo rendeu diversas apresentações no estado de Nova York.

O primeiro álbum deve sair do forno em outubro próximo, depois de cinco anos de trabalho. Intitulado “That’s So Much”, leva o mesmo título de uma música composta por John. O CD terá a participação de Benny Golson, considerado uma lenda viva do jazz.

Sensibilidade que Conquista

A “Brazilian Breeze” é formada basicamente por Débora e John, que eventualmente contratam músicos brasileiros para shows. O casal também é bastante contratado para tocar em festas e casamentos. John é pianista. O repertório ganha uma mistura de música brasileira e americana. “O que gosto muito, e meu marido também, é de misturar jazz com samba”.

Segundo Débora, a música da Brazilian Breeze” dá muito certo em casamentos nos Estados Unidos por conta da mistura de culturas. “Já fiz festas para polonês casando com francês, francês com coreano. É uma coisa interessante, nossa música é um som universal que todo o mundo gosta”.

O que mais surpreendeu em Débora, quando conheceu John, foi a sensibilidade dele para poder entender a música popular brasileira em profundidade. “A língua romântica evoca o sentimento em certas canções”. Uma das músicas prediletas de John é “Atrás da Porta”, pela voz de Elis Regina.

Reproduzido com permissão e em parceria com a Comunidade News.  Leia outros artigos da Comunidade News.

Deixe um comentário

Seja o Primeiro a Comentar!

avatar
wpDiscuz