Renan de Souza é jornalista, tem 25 anos e nasceu em Santo André, na Grande São Paulo, no Brasil. Após se graduar em jornalismo pela Universidade Metodista de São Paulo, em São Bernardo do Campo, Renan resolveu se especializar em Relações Internacionais pela FAAP – Fundação Armando Álvares Penteado, em São Paulo.

Em 2013, quando ainda estava no início do curso de Relações Internacionais, o jovem jornalista foi estudar em Nova York, nos Estados Unidos. Hospedado na casa de um porto-riquenho no bairro do Queens, e como uma curiosidade natural de um profissional da área de comunicação, sempre conversava com os imigrantes do bairro sobre a vida nos Estados Unidos e como era antes de chegar ao país. Foi aí que Renan percebeu o quanto muitos dos imigrantes que conheceu se sentiam felizes e realizados nos Estados Unidos por receberem novas oportunidades em suas vidas, bem diferentes e melhores do que em seus países de origem.

Vendo essa situação e, como teria que fazer a sua dissertação de conclusão do curso de Relações Internacionais, o brasileiro resolveu estudar os anseios, sonhos e frustrações da comunidade brasileira em Nova York. O que querem os brasileiros na cidade? O que esperam de suas vidas? Por que deixaram o Brasil? Será que voltariam a seu país de origem? São perguntas como essas que Renan tenta analisar em sua tese de pós-graduação de Relações Internacionais no Brasil.

“Nova York tem uma comunidade de cerca de 300 mil brasileiros, o que quero entender é: como e por que essas pessoas foram para lá. Acho interessante saber que temos um ‘Brasil’ dentro de uma cidade americana e, me parece, que há pessoas de todas as idades, de diferentes regiões e formações. A imigração é um fenômeno interessante porque, muitas vezes, ela pode estar ligada com a questão da identidade: com o país que você se identifica mais e acredita que tem pontos em comum com uma determinada nação. Por isso, quero saber o quanto os brasileiros se sentem incluídos na sociedade americana e se já sofreram algum tipo de preconceito ou discriminação”, afirmou Renan de Souza sobre o intuito de sua pesquisa.

Em outubro de 2014, Renan de Souza foi à Nova York para fazer uma pré-pesquisa com possíveis perguntar e para entender melhor a situação e como viviam os brasileiros na cidade. Depois de conhecer inúmeras histórias e ver realidades distintas, o jornalista finalizou a pesquisa e, agora, conta com o apoio da comunidade para respondê-la e, assim, formar a sua tese de pós-graduação.

Renan de Souza, como dito acima, cada vez mais tem se especializado em questões globais. Depois de se formar em jornalismo, agora, cursa Relações Internacionais, curso no qual se formará em maio de 2015. Além do português, fala inglês, espanhol, francês e árabe. Já estudou nos Estados Unidos e também em Israel.

Se você é brasileiro, residente em Nova York, e deseja participar da pesquisa, acesse o formulário aqui:

http://goo.gl/forms/mYlX5Xn1uo

 

Deixe um comentário

1 Comentário em "Jornalista Pesquisa os Anseios de Brasileiros em Nova York"

avatar
Jônatas Mendes
Visitante

Renan de Souza boa tarde!
As questões emocionais e o sofrimento com a discriminação como você mencionou me parece que tem afligido a muitos brasileiros que moram no exterior… fica aqui a dica: busque ajuda de um profissional psicanalista ou psicologo; acredito que a qualidade de vida pode melhorar significativamente!
Abraço a todos.

wpDiscuz