Fonte: Comunidade News

Mudança tenta refletir no impacto que o programa “Comunidades Seguras” tem sobre a comunidade.

O Departamento de Imigração anunciou, na última semana, uma mudança que pode colocar alívio na vida de milhões de imigrantes indocumentados nos Estados Unidos. A partir de agora, pessoas presas por violações de trânsito, não serão mais sujeitas a deportação.

A mudança na política em como agentes federais irão tratar os imigrantes indocumentados, presos pelo estado e pelas polícias locais por infrações, como dirigir sem carteira de motorista, é uma resposta do departamento a um relatório sobre o programa federal “Comunidade Seguras”.

O relatório, que recomenda que o programa evite deportar imigrantes que cometam violações de trânsito, argumenta que tais deportações são inconsistentes com a prioridade do departamento de priorizar a remoção de pessoas com fichas criminais sérias. O aumento do número de deportações de pessoas com infrações menores, diz o relatório, estava prejudicando a confiança entre a polícia local e a comunidade.

O Departamento de Segurança Interna também aceitou quase todas as recomendações do relatório, reconhecendo que uma comunicação falha entre o ICE a administração do departamento vem causando confusão sobre o objetivo do programa e como ele funciona.

A mudança foi feita depois de uma audiência na Suprema Corte na quarta-feira, 23, onde os advogados do governo argumentaram contra a lei do Arizona que expande os poderes da polícia em aplicar as leis imigratórias.

Com a nova política, quando um imigrante indocumentado for preso somente por uma violação de trânsito e sem ficha criminal, agentes federais irão apenas considerar colocar uma ordem de detenção após ele ser condenado.

“O ICE concorda que aplicar a lei somente com base em multas de trânsito é em geral um uso ineficiente dos recursos do governo”, disse o Departamento de Imigração em um comunicado.

Entretanto, imigrantes presos por dirigirem embriagados não serão beneficiados pelas mudanças, disseram as autoridades.

Na prática, quase todas as pessoas que cometem infração de trânsito são liberados muito antes de serem julgados e agora os imigrantes parados no trânsito não ficarão mais detidos à espera de serem levados por agentes da Imigração.

Reproduzido com permissão e em parceria com a Comunidade News.

Deixe um comentário

Seja o Primeiro a Comentar!

avatar
wpDiscuz