Um dos maiores atraentes para muitos imigrantes que almejam uma melhora de vida ao imigrar para os Estados Unidos é a grande Classe Média Americana.  Essa faixa da sociedade Americana é composta por pessoas de vários precedentes e níveis educacionais.  Até recentemente, a grande maioria das pessoas nessa faixa econômico-social viviam uma vida financeira bem confortável, o que muitos chamam de “American Dream”.  Ou seja, uma casa própria, dois carros na garagem, uma boa educação para os filhos, e dinheiro suficiente para pelo menos uma viagem de férias por ano com a família.    

Porém, o alcance do sonho Americano está ficando cada vez mais difícil, e a classe média americana está rapidamente desaparecendo.  Os Americanos mais ricos, de classe alta, continuam indo bem.  Mas ao contrário do que acontece no Brasil, onde espera-se que 30 milhões de pessoas venham a ingressar na classe média, nos Estados Unidos exatamente o oposto vem acontecendo. 

Muitos Americanos colocam a culpa na globalização, e alguns mais radicais, mostram a decadência da classe média americana como prova de que a imigração descontrolada de ilegais está destruindo o país.  Eles apontam que os trabalhadores de fábricas, principalmente das grandes montadoras automobilísticas que ganhavam salários e pensões que lhe possibilitavam uma vida financeira compatível com as expectativas da classe média, estão em extinção.   Como pode o trabalhador americano competir com trabalhadores de países com níveis financeiros muito mais baixos, onde várias pessoas competem para ganhar menos de um dólar por hora?

Aqui vão algumas estatísticas publicadas pelo Business Insider, que comprova que a classe média americana está desaparecendo e que os ricos estão ficando cada vez mais ricos:

  • 83% das ações de empresas Americanas estão nas mãos de 1% da população americana
  • 43% dos Americanos têm menos de 10 mil dólares guardados para a aposentadoria
  • Mais de 1,4 milhões de Americanos declararam falência em 2009, um crescimento de 32% sobre 2008
  • A metade mais pobre dos Americanos comanda menos de 1% da riqueza Americana
  • O tempo médio para se conseguir um emprego nos EUA cresceu para um tempo recorde de 35,2 semanas
  • Mais de 40% dos Americanos que estão trabalhando trabalham no setor de serviços onde os salários são bem baixos
  • Mais de 40 milhões de Americanos estão recebendo auxílio de alimentação
  • Cerca de 21% das crianças Americanas estão vivendo abaixo do nível de pobreza em 2010, o maior número em 20 anos
  • Os Americanos na faixa dos 10% mais ricos ganham 50% da renda nacional
  • Os Americanos na faixa de 1% mais ricos dobraram o comando da riqueza das empresas Americanas nos últimos 15 anos
  • Somente os Americanos na faixa dos 5% mais ricos tiveram renda adicional suficiente para acompanhar o crescimento do custo de moradia desde 1975

A crise econômica que abalou os Estados Unidos nos últimos anos fez com que a situação da classe média Americana ficasse ainda pior.  Com uma taxa de desemprego um pouco abaixo de 10% e um mercado imobiliário ainda instável, o futuro da economia Americana continua imprevisível.  Para os imigrantes que sonhavam em refazer suas vidas nos EUA, o sonho Americano teve ser adiado na esperança de que melhores dias virão.

Deixe um comentário

Seja o Primeiro a Comentar!

avatar
wpDiscuz