Em julho deste ano, tradicional mês de férias escolares no Brasil, os gastos de brasileiros no exterior bateram recorde histórico para todos os meses, segundo números divulgados pelo Banco Central hoje.

Os dados mostram que os brasileiros não deixaram de fazer compras lá fora mesmo com a realização da Copa do Mundo no Brasil. No mês passado, as despesas no exterior somaram US$ 2,41 bilhões. Até o momento, o maior valor gasto no exterior havia sido em abril deste ano (US$ 2,34 bilhões). O BC começou a divulgar dados do tipo em 1947.

Os gastos no exterior bateram recorde histórico apesar da alta da moeda norte-americana. Em abril deste ano, recorde anterior, o dólar estava cotado ao redor de R$ 2,22. No mês passado, a cotação avançou 2,71%, terminando o mês R$ 2,26.

Acumulado do ano – Segundo os números do BC, as despesas no exterior também bateram recorde nos sete primeiros meses deste ano, quando somaram US$ 14,9 bilhões. O recorde anterior foi registrado no mesmo período de 2013, quando os gastos de brasileiros fora do país somaram US$ 14,4 bilhões.

No acumulado deste ano, o dólar também ficou mais caro do que nos sete primeiros meses de 2013, o que não impediu o registro de um novo recorde de gastos no exterior.

As despesas de brasileiros no exterior bateram recordes mesmo com a adoção, no fim de 2013, de medidas para conter esses gastos. A alíquota do Imposto sobre Operações Financeiras (IOF) – incidente nos pagamentos em moeda estrangeira feitos com cartão de débito, saques em moeda estrangeira no exterior, compras de cheques de viagem (traveller checks) e carregamento de cartões pré-pagos – foi elevada de 0,38% para 6,38% no fim do ano passado. Com isso, essas operações passaram a ter a mesma tributação dos cartões de crédito internacionais.

Deixe um comentário

Seja o Primeiro a Comentar!

avatar
wpDiscuz